sábado, 1 de janeiro de 2011

Comprometimento!

   Começou 2011, nestes primeiros dias é um momento ideal para estabelecer compromissos para o ano. Não aquelas promessas vazias, que por vários anos não conseguimos cumprir ou porque são tão irreais que estão fora do nosso alcance. Um compromisso que podemos ter é:

* Rezar todos os dias um Pai Nosso e rezar em todas as vezes que lebrarmos de uma pessoa que fez parte de nossa vida, pedir a Deus que a ilumine. Um bom comprometimento para este ano e que só depende de nós estarmos vivos e lúcidos.
    Este ato de piedade, humildade diante de Deus, nos dará uma possibilidade privilegiada da Sua Graça, para todas as outras atividades. Quanto mais estamos imersos em oração, missa, leitura orante da Bíblia...mais estaremos a disposição, para que Deus aja em nós.

    Podemos também reavaliar 2010 e visualizar os caminhos equivocados que tomamos e os mais acertados. Os momentos passados não retornam mais, mas aquilo pouco compreendido pode se repetir no presente e futuro. Utilizar a experiência adquirida para o bem das pessoas que nos circundam é uma motivação para se auto-avaliar.

    Trabalhar, estudar são importantes para nosso crescimento pessoal, mas aprender a conviver e estar aberto a esta convivência é o que Deus espera de nós. Somente no contato mais íntimo entre os seres humanos podemos nos ajudar. Podemos confraternizar, ser Ekklesia (comunidade) em Jesus Cristo.
    Uma máxima para 2011 talvez devesse ser esta: ninguém vive só e ninguém é autosuficiente. A partir disto as consequências devem ser as melhores possíveis, não há felicidade sem Amor fraterno. Maior caminho para imaturidade e autodestruição é se isolar. Quando optamos por isto pensamos que estamos sendo geniais ou nos protegendo. No entanto, pode soar paradoxal como pessoas que vivem em comunidades das mais miseráveis em nosso país são felizes. O segredo da felicidade destas pessoas está na vida em comunidade, reunem-se para dividir a comida, bebida e na simplicidade convivem.
     Com aqueles que não aprenderam ou não tiveram a graça de Deus de entender isto, não é possível conviver, pois conviver depende do querer recíproco e respeito ao outro, forçar convívio é uma violência contra o Ser humano e acaba de forma trágica. A boa notícia é que raras são estas pessoas, em sua maioria são apenas tímidas e querem ser amadas. Outras se enganam com contexto de idolatria, preferem conviver com os objetos que consomem e acabam sendo consumidos.
    Que Deus nos ilumine nesta jornada do ano de 2011!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário